quarta-feira, 29 de março de 2017

Ri rei

Ri de mim
Só eu sei do que ri de mim
Foi bem assim que fiz
Vivi
Cada momento passou lentamente na minha mente
Nada disso de filminho
Um filmão meu irmão
Rio mas tanto
Mesmo de mim
Ah...é bom
Sim seriamente é bom ser quem eu sou
Tanto que anoto tudo nesse blog
É bom
E rio para contrastar com minha alegria e fé
Li cidades
Escrevo praias e mares
Marés
Amantes se amando nas pedras
Rio mares de lágrimas na verdade
Na verdade de saber que sei subir e descer
Sei o sabor de ganhar e de perder
De sobrar
De assombrar
Soçobrar
E só sobrar eu
Numa estrada com os polegares para qualquer lado
Como é bom
Rio deslizo feito folha

Num rio

domingo, 26 de março de 2017

Fazendo amor não, vivendo

Meus heróis morreram só sobrou eu mesmo
Tenho que me salvar
Me enrolei de novo
E de novo tenho que me desenrolar
Como pode  com um erre expressar meus erros
Tenho que ser herói de mim mesmo
Me indago ei eu
Onde vou?
Onde estou?
O que estou fazendo?
Estou precisando de mim mesmo
E não é fácil depender dos outros
Mas eu vou
Quer saber?
Eu voo
Não vou a pé e nem de fuca
Não tem fuga
Vou encarar com a minha cara limpa
A mesma de criança arteira
A de adulto não adúltero
E para minha surpresa
Não sou presa nem caçador
Livre dessa dor
Saio ileso
E teso
Com certeza

sexta-feira, 24 de março de 2017

Tenho que passar por isso

To duro
De novo
To duro
Teso pronto pra outra
Estava numa boa com você
Mas acabou
Vou
Me vou
Seguir
Continuar sozinho
Sei que parece
Mesmo  pra mim
Que pareço tanto assim
Aparece o quanto errrei
Mas não é bem assim pra mim
Que sou eu
Voo direto
Desmonto a situação
E aparece a razão
Então
Não foi por causa minha ou tua
Nem nossa
O Deustino que manda
Por isso sigo
Tenho que seguir
Só eu mesmo acharei meu caminho
E se
E quando cruzar com a pessoa certa
Foi o Deustino na certa
Ae... saberei montar o quebra cabeça que fez tantas pessoas que amei perder
E certo que as amei e fui amado
Mas não deu pra viver pra sempre ao lado alado
E agora enquanto estou no escuro e só
Fecho meus olhos
Fica mais escuro
Mas eu vou vencer
Encontrar meu grande amor
Eu sou do bem
Da luz
À luz vou entregar minha régua
A qual messo minas emoções
O meu lago ao qual essa terrível depressão tenta
Mas não vai conseguir me parar
Eu estou assim
Mas vou conseguir
Achar alguém que eu ame tanto quanto me ame
Saio como alazão dessa situação
Navego na minha ilusão
Imagino minha ação
Globos oculares em meninas
Meus olhos veem
Vem
Me movo
De novo estou amando
Armando
Com o risco de sofrer
Mas sempre aprendendo
Que um dia
E vai ser hoje
Vou acertar
Tenho que acertar
Duro vou penetrar-tchê

quarta-feira, 22 de março de 2017

Vou abrir meus segredos e medos



Acho que vou sair essa noite
Eu acho afu ser livre assim
Tipo eu sempre afim
Sem problemas vou andar por ae
Pensando bem não vou sair
Como é bom ser livre
Querer 
Poder
Sem dever
Me toco
Me tato
Tatuo tu ou eu em nossos corações e mentes
Entram e saem gentes
Eu acho afu ser como sou
E sou
Saio, canto, danço, desvairo
Dedilho meu tordilho dedinho
Aponto meu próprio caminho
Rimo seguro de segurar a responsa de ser livre assim
Não penso que tal liberdade não tenha um preço
Mas perceba no meu jeito de olhar meu maior defeito
Não sou e sei que não vou jamais ser perfeito
Mas de eu cidade povoada de gente sou prefeito
Não pré feito
Sou me fazendo
Jamais fiquei sem amar
Sempre além de mim tem alguém 
Amo certo que o amor não tem fim
Continua em outro que se quer bem
Mas sem mas
Quero mais
Ou menos
Tanto faz
E esse é o meu maior segredo e medo
Tanto faz
Traço
Tanto faz

domingo, 19 de março de 2017

S.O.S. a sós



Vai 
Mas sai
Chuva e vento aqui de dentro
Sinto tanto lamento
Com licença céu
Sou seu quando a hora chegar
Vou é viver o que tenho de meu
E aqueles arcos íris que jogam flechas coloridas
Doloridas estão a deslumbrar esse umbral
...O velho céu
...Céu de minha boca nova
Ajude a explicar
Por que as pessoas que passam pela minha vida
Todas vivas estão aqui
Transpassam-me toda santa hora
Filosofia?
Religação?
Ouço a fala das plantas desta terra de nós plantados
Nossas crias
Adubo minha uretra de semente humanas
E meus olhos se espremem
Contorcem
Torcem o sal
Enchendo caules e troncos de tudo o que somos
De bem ou de mal
E ontem vi o fim de mais um dia
E livre o sol nasceu mesmo pra quem não viu
Que guerra estamos vivendo
Os jovens e seus sofrimentos e eu aqui sentado
É... a vida não é justa

Ei... estou aqui e não vi nem ouvi seus lamentos
Vivemos um tempo de guerra em nossa terra
E uma voz berra
O que estamos fazendo que não vemos nossos irmãos e irmãs perdidos
Milhões de famílias despedaçadas
Não quero ser mais um zero 
Desse número redondo
Faço uma volta
A nossa volta! 
Sem revolta
Somos todas essas pessoas morrendo
Não estamos mais vivendo
Nem sobrevivendo
Estamos só morrendo
Viver é a que viemos
A vida está ae em ti
Bem como em mim
Em nossa voz
Estou buscando o mais humano em nós
Não tenho mais por onde chorar
Vou eu mudar
Desviar esse mar para mostrar que por amar nascemos 
Pra a amar
Temos que fazer cada um
De sua vida uma poesia
E não estou fazendo rima
Estou vendo o mundo como todo o mundo
O vivendo de cima
Sabemos o que temos que fazer
Então...
Não estamos sós não
S.O.S. à nós
O mistério doce mistério
Do cemitério as vozes de nossos mortos estão
Por ti e por mim
Dizendo não há fim
E viver bem é para os que estão afim de mudar
Mudo e falo tudo
Estou de braços abertos em cruz
Optando pela vida
Marcando meu xis na opção que acho correta
À vida...
...Sim
Não não...

terça-feira, 14 de março de 2017

Encouraçado dos lindos sonhos

Olá ou alô
Estou bem aqui
Ou aí
Sei sim que esqueci o meu nome
Mas não mamãe isso não quer dizer uma licença para ser quem  não sou
Sinto aqui o dever vir a mim
E no ar que estou mamãe
Que estou a desde o umbigo
A respirar
Reconheço o eu em mim vindo de ti sim
Mas óh! por favor cante essa canção
Que fiz ouvindo o teu que é o meu
Coração
Tenho que molestar esse mal estar
Que saia de mim tudo o que não sou eu
Sou seu enfim meu
Para sermos nós dois mamãe os três da criação

A trindade 
...Vinde...

Sou um gole seco de medo
Um refresco
Um ar fresco
Uma brisa sólida de vida vindo
Indo ao nosso trino encontro
De novo no ovo
Eu bem sei que só na imaginação de nosso coração
Nos encontraremos sempre
È aqui dentro a eternidade da tenra idade
Mas se de fato somos sempre um feto
Um dentro do outro
Cor e ação
Amor e canção
Na dança viva da voz da vida

Lindos sonhos
Vindo
Lindo
O tempo de paz retornando
Todos nós atados pelo mesmo nó
Nó de velocidade marítima
O mundo azul de mar e ar
O céu é o sal do mundo
O mar é feito de nossas lágrimas
Mas não somente as de dor
Mas principalmente dessa que está escorrendo de minha face
Não é fácil
Saio correndo ao vento
Nem sei não consigo mais digitar
Estamos agora em todos nós
E é tri assim
Agora entendo o que é ser três
Somos eu e você e nossas criações
Estamos aqui
Eu em mim buscando você assim
Para esse fim renascemos cada vez que algo de nós nasci
E está nascendo este texto
Estou sentindo você lendo
Estamos juntos
Não importa um dia defuntos
Já estamos no fundo juntos
Conosco estamos
A voz que sai e entra
Está com a força de todas as vidas passadas e vindo
Lindos sonhos
Como o eterno vai e vem do mar
Essas águas são todas nossas criações
E seus seres mais profundos somos nós
O que fizemos de nós mesmos?
O que estamos fazendo?
De mim
De ti
De nós
Somos crianças sempre se gerando
Se regenerando
Não estamos afundando
Somos o encouraçado dos lindos sonhos

terça-feira, 7 de março de 2017

Não me quero de volta sem você

O futuro lá secretamente armando
Outro ser me amando
Justo eu que nunca mais iria me apaixonar
Mas como explicar o que acontecerá
Minha vida tecerá
A raiz de tudo isso está em minhas emoções mescladas
Escabeladas
O freio que coloquei se gastou
Estou de novo nu na frente e do lado dela
De fato foi um desafeto que me fez renascer
Eu passava a cavalo pelo teu lado
E agora estou estupefato
É que vejo futuro
Ali depois daquele muro
Eu...juro
Estou junto contigo desde que me vi afim
E como os meus olhos veem tudo lado a lado numa vez só
Estou entendendo que minha alma arma meu corpo de vontade
E que minhas mãos apontam para onde meus pés me levam
Lavam-me de todo o pecado do caminho até tê-la ao meu lado

E aqui dentro ao mesmo tempo
Para não para
Estou aqui e ai em ti
Ou para de parar
Estou ali e aqui em mim
Sei que não há outro eu sem você
E também sei que não ha como vencer
Me convencer a viver o agora sem você
Não sou teu nem és minha
Somos nossa chance de viver o romance
Aquele que parecia sem chance
Pule não pule suba nesse muro das dificuldades e veja
Que com facilidade nos equilibramos juntos
Que felicidade nos amamos muito
Vem
Vai
Vá e venha
Somos a lenha do momento em que vivemos
Intensamente nus de tudo
De nós e do mundo
Duas almas em corpos tão leves quanto esse vento
Desse suspiro 
Desse sentimento
Dessa chama
Da chama chamada amor
Que ilumina a pessoa amada
Sei que há dor maior do que a de um dia vir a perder o teu amor
Mas não me quero de volta sem você
Posso até disfarçar
Que não há nada mais a aqui fazer
E por mais idade que eu venha a ter
O amor é que me ata
Me desata desse egoísmo de viver sozinho
Estou contigo e não abro
Hoje em dia sonho 
Ontem eu era um hedonista
Hoje sou um artista da vida viva
Ah....
Tô nem ai que este texto está ficando longo
Eu é que estou ficando louco
Se não desabafar e desabar em teus braços
Render-me aos teus traços
Eu quero tu nua aqui 
To na tua aí
É só um texto
Um pretexto para eu entender nosso contexto
O que escrevo é o descrever
Do que está escrito em minha testa
Sou tanto seu quanto sou do mundo
Mas agora mesmo quero ser mais seu
Do que meu
Nesse nosso mundo